AMIGOS DA CURA

TROCA DE INFORMAÇÕES A FAVOR DA VIDA

ARTEMÍSIA VULGARIS, ARTEMÍSIA ANNUA, ARTEMÍSIA ABSINTO REPONSAVEIS POR MUITA SAÚDE E MENOS DORES.

Artemísia

Semelhante à Losna (Artemisia absinthium L.), a Artemísia distingue-se pelo formato de suas folhas. A medicina oriental a utiliza na moxabustão, técnica semelhante à acupuntura e que consiste em atear pequenos montes de folhas colocados em pontos específicos do corpo. Com relação ao seu nome botânico Artemisia, em reconhecimento às suas propriedades, segundo a mitologia grega, a deusa Artemisa teria lhe concedido o nome. 
É uma planta que mede de 0,50 a 1,50 metros de altura. É vivaz, de caule avermelhado, porte herbáceo e ramoso. As folhas são recortadas em lóbulos agudos, verde-escuras, glabras na página superior, tomentosas e esbranquiçadas na inferior. As flores são amareladas, tubulosas, em pequenos capítulos eretos, com invólucro, reunidas em grandes panículas de espigas frouxas. O fruto é um aquênio glabro. 

Nome Científico: Artemisia vulgaris L. Sinonímia: Absinthium vulgare Dulac.; Artemisia affinis Hassk.; Artemisia apetala Hort.; Artemisia coarctata Forselle; Artemisia dubia Wall.; Artemisia eriphora Schlecht. ex Ledeb.; Artemisia heterophylla Nutt.; Artemisia heyneana Wall.; Artemisia hipsanica Stechm. ex Bess.; Artemisia igniaria Maxim.; Artemisia indica Willd.; Artemisia integrifolia L.; Artemisia lactiflora Wall. ex DC.; Artemisia lavandulaefolia DC.; Artemisia leptostachya DC.; Artemisia leucophylla Turcz. ex C.B.Clarke; Artemisia mongolica Fisch. ex Bess.; Artemisia myriantha Wall.; Artemisia officinalis Gater.; Artemisia paniculaeformis DC.; Artemisia paniculata Roxb.; Artemisia parviflora Wight; Artemisia quadripedalis Gilib.; Artemisia rubiflora Turcz. ex Bess.; Artemisia ruderalis Salisb.; Artemisia samamisica Bess.; Artemisia selengensis Turcz. ex Bess.; Artemisia tilesii Ledeb.; Artemisia verlotorum Lamotte; Artemisia violaceaeDesf.; Artemisia virens Moench; Artemisia vulgaris major Bauh.

Nome Popular: Artemísia, Artemísia-verdadeira, Artemigem, Flor de Diana, Flor de São João e Erva de Fogo, em português; Beifuss, Geissfuss e Gemeiner Beifuss, na Alemanha; Altamisa, Anastasia, Artemisia, Artemisa e Hierba de San Juan, em espanhol; Armoise, Artémise, Herbe de Feu e Herbe de la Saint Jean, na França; Byvoet, Sint Jans Kruid e Sint Jans Gordel, na Holanda; Mugwort, Sagebrush e Wormwood, em inglês; Artemisia, na Itália.

Denominação Homeopática: ARTEMISIA. 

Família Botânica: Compositae. 

Parte Utilizada: Folha e caule. 

Princípios Ativos: Óleo Essencial (0,02-0,3%): cineol, cânfora, linalol e tuiona são os componentes majoritários; os de menor quantidade são: borneol, -cadinol, espatulenol, monoterpenos e lactonas sesquieterpânicas; Flavonóides: rutosídeo, isorramnetosídeo, quecetosídeo; Cumarinas: esculetina, eculina, escopoletina, umbeliferona; Poliacetilenos; Triterpenos Pentacíclicos; Fitosteróis: sitosterol, estigmasterol; Carotenóides.

Indicações e Ação Farmacológica: A Artemísia é principalmente indicada nos casos de inapetência, dispepsias hiposecretoras, flatulências, disquinesias hepatobiliares, amenorréia, dismenorréia e oxiurose. 
Em Homeopatia é um remédio anti-epiléptico, sendo excelente nas epilepsias que aparecem depois de um susto ou de alguma forte emoção moral, e quando os ataques se sucedem rapidamente e são seguidos de um sono profundo, dentre outras aplicações. 
Na Medicina Chinesa Artemisia sozinha ou em associação a outras ervas é utilizada na fabricação do moxabastão ou moxa, que é um preparado de consistência de algodão, empregado para queimar na região dos pontos de acupuntura, estimulando-os. Segundo a tradição chinesa, o uso local de moxa causa “aquecimento dos canais e colaterais”, promovendo a circulação de QI e sangue além de tonificar. 
A Artemísia apresenta ação antimicrobiana notável de largo espectro, principalmente aos óleos essenciais presentes. Segundo muitos autores os extratos aquosos da erva foram efetivos para inibir o crescimento in vitro de Staphylococcus aureus, Streptococcus pyrogenes, Streptococcus pneumoniae, Shigella typhi, Salmonella paralyphi, entre outros. 
Preparações de Artemísia foram administradas em animais de laboratório causando alívio nos espasmos brônquicos. 
Extratos aquosos de Artemísia estimulam o útero de cobaias e coelhas, provocando contrações fortes. A ação no útero humano parece ser diferente, havendo uma regularização da atividade uterina, o que explica as ações da erva em dismenorréia. 
Assim atribui-se à Artemísia as atividades aperitiva, eupéptica, colerética, antimicrobiana, antihelmíntica, antifúngica, estrogênica e adstringente.

Toxicidade/Contra-indicações: A planta e seus extratos não devem ser empregados de forma contínua e muito menos a ingestão de doses superiores às indicadas devido à tuiona poder provocar transtornos nervosos em forma de convulsões. 
A planta fresca pode causar dermatite de contato. 
Devido ao alto conteúdo em tuiona, a Artemísia está contra-indicada via oral e principalmente o seu óleo essencial durante a gravidez, lactação, para crianças pequenas ou pacientes que sofram de epilepsia. 

Dosagem e Modo de Usar: 
• Infusão: 10-15 g/l, infundir durante 15 minutos e tomar três xícaras ao dia;
• Extrato Fluido (1:1): 5 a 15 gotas, duas a três vezes ao dia; 
• Tintura (1:10): 10-25 gotas, duas ou três vezes ao dia; 
• Xarope (5% do Extrato Fluido): 30-60 g/dia; 
• Óleo Essencial: 1 a 2 gotas, uma ou duas vezes ao dia. 

Exibições: 650

Tags: artemisia, dor, saúde, tratamento

Comentar

Você precisa ser um membro de AMIGOS DA CURA para adicionar comentários!

Entrar em AMIGOS DA CURA

Visitantes online

Colaborador

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Últimas atividades

Ícone do perfilsirlene a v silva, SUELY LUCENA ANDRADE DA SILVA, Maria Miranda e mais 4 pessoas entraram em AMIGOS DA CURA
1 hora atrás
Posts no blog por Eder Lopes Borges
3 horas atrás
fabio torquato compartilhou um perfil em Facebook
5 horas atrás
Maria Miranda marcou como favorita a postagem no blog Vitamina B12 de Maurecir Mafra
5 horas atrás

© 2014   Criado por Maurecir Mafra.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço