AMIGOS DA CURA

TROCA DE INFORMAÇÕES A FAVOR DA VIDA

BABOSA MATA O CANCER, A FÓRMULA DO FREI ZAGO

Transcrito de parte do Livro O cancer tem cura do Frei Zago

Então é verdade que o Sr. cura Câncer?
-Eu curo, tu curas, qualquer pessoa cura, desde que deseje fazê-lo. Quero dizer, curar câncer não significa realizar milagre. Toda pessoa que tiver boa vontade e aplicar a fórmula, pode curar o câncer sem problemas. A cura encontra-se à disposição na mãe-natureza ao alcance de quem quer que seja. Portanto, não se trata de alguma força especial, privilégio de alguém bem dotado. A força encontra-se na própria natureza basta saber usá-la. Se bem usada, ela faz aquilo para o que foi criada obedientemente.

Mas o Sr. guarda ciosamente esta fórmula para si, não?
- Muito pelo contrário. Gostaria de ter meios de comunicação ao alcance e divulgar tanto esta fórmula para que todo mundo pudesse aplicá-la sempre que ouvesse necessidade. Tão verdade é o que afirmo que as pessoas de minhas relações, conhecidos e parentes, com as quais privo conheceram a fórmula, fiz oral, muitas dessas pessoas, às voltas com o problema, arriscaram aplicar a citada fórmula e foram felizes, isto é, lograram êxito, curando seu semelhante tomado pela doença.

Já que não faz segredo, poderia nos transmitir a mencionada fórmula? Por nossa vez, a comunicaremos aos leitores de "Terra Santa" nas diversas línguas em que a revista é editada. Que lhe parece?
-Perfeitamente. De mais a mais, como não cobro nada pelo remédio, evidentemente que as páginas da revista poderão servir como veículo de divulgação desejado. Tomara que seja uma primeira semente. Então, pó de cima das folhas e cortar os espinhos bem de leve, das folhas. Bater bem no liqüidificador obtém-se uma espécie de tome nota da fórmula: - Meio quilo de mel de abelha (mel puro). Duas folhas (se grandes) ou três (se pequenas) de babosa (Aloe Vera) e três a quatro colheres de araq ou uísque ou conhaque ou cachaça ou tequila ou grapa (álcool, bebida destilada em suma). Tudo vai para o liqüidificador, tendo-se apenas o cuidado de remover o creme. E está pronto o remédio para curar câncer.


Pelo que entendi, me parece muito simples, ou entendi mal?
- O Sr. entendeu bem. O Sr. disse tudo. Realmente é muito simples. Uma coisa importante: Como se toma o remédio? Quando? Quanto? - Toma-se uma colher das de sopa sempre antes das refeições, uma de manhã, outra de meio-dia e a terceira à noite. Uns 15 minutos antes das refeições é o suficiente. É bom observar um largo espaço de tempo antes de ingerir o remédio sem ter comido algo. Em jejum, as pepsinas do organismo estarão ávidas para entrar em ação e levar o remédio até os extremos confins do corpo. A fórmula apresenta esta dosagem suficiente para dez dias, segundo o regulamento. Se passar algum dia e não houver terminado o remédio, pode completar o conteúdo do frasco. Se a pessoa doente ficar curada, ótimo. Parabéns! Pode acontecer, porém, que a doença não tenha sido vencida de todo. Neste caso é necessário submeter o paciente a nova bateria de exames. Fazendo-se necessidade ou não de providenciar-se nova dose. Enquanto não for obtida a cura definitiva, façam-se tantas aplicações quantas forem necessárias. Você vai alcançar o objetivo final, basta perseverar... Um detalhe importante antes de servir-se do remédio, agitar bem o frasco.

Que tipo de Câncer este remédio cura?
- Quero frisar que este remédio não apenas cura câncer mas também previne contra a doença. Cura todo e qualquer tipo de câncer, seja externo ou interno. Tenho conhecimento que foi curado câncer de pele, de próstata, de seio, de útero, de cérebro, de intestino, de coluna, leucemia etc.

Como pode curar tantos tipos diferentes do mal?
- A explicação é muito simples. O remédio realiza uma verdadeira varredura até o ponto extremo do organismo, limpando o sangue. Compreende agora que o remédio também seja preventivo? Com o sangue limpo, tudo corre bem. Mais ou menos como no automóvel se o Sr. usar combustível de boa qualidade, o motor de seu carro terá vida mais longa, sem lhe causar maiores dores de cabeça. Se arriscar combustível de Segunda classe, tudo poderá acontecer...

Como aprendeu esta fórmula tão simples?
- Esta fórmula andava de boca em boca no meio do povo simples, sobretudo daquelas pessoas que não tem acesso aos recursos sofisticados da medicina moderna para o tratamento da doença. Colhi-a da boca do povo e guardei-a de ouvido. Defrontando-me com o problema, oferecia-a a pessoas que se encontravam às voltas com a fatalidade do mal.

E deu certo? Como foi o primeiro caso? Faz muito tempo?
- O primeiro caso de cura que orientei faz cinco anos, tratava-se de um homem com câncer na próstata, já em fase final. Tão desesperador era o seu caso, que os filhos já haviam providenciado os papéis assinados para evitar o inventário dos bens. O fim era tão iminente que os médicos falavam que não passaria de uma semana. Inclusive como seu pároco, fui chamado para administrar a extrema unção. Administrados os sacramentos, o doente entrou a tomar o remédio. E está vivo até hoje. Está completando seus 80 anos.

Sabemos que o sr. se encontra na Terra Santa há mais de dois anos, qual o primeiro caso curado aqui?
- Soube que uma das religiosas da comunidade de Ainda era portadora de câncer. Ofereci-lhe meus préstimos para ajudar a aliviar-lhe os sofrimentos. Aconteceu porém que a Irmã veio a falecer antes de tomar o remédio. Como Irmã Silvana, responsável pelas irmãs idosas e enfermas tivesse uma amiga chamada Linda, sua vizinha que por sua vez, tinha uma irmã de sangue, com câncer, em Jerusalém, ofereceu o frasco de remédio que ficara ocupando espaço na prateleira. Linda levou o remédio à mana. Tempos depois, Irmã Silvana me comunica que a irmã de Linda estava curada.

Conte também um caso de cura realizada em Belém...
- Frei Rafael Caputo. Diretor da escola de Terra Santa, andava chateado porque pagava dois secretários e só um trabalhava. Perguntei pelo motivo do segundo não estar trabalhando, ao que respondeu: "Está doente, tem câncer na garganta. E meio ano que não fala senão por cochichos". Uma tarde, depois do expediente do dia o Diretor do Colégio e eu fizemos uma visita à família do doente levávamos a garrafa com o remédio prontinho. Não decorreram dois meses para o homem voltar a usar a voz normalmente. Foi uma economia para o Colégio. Retomou suas atividades dois meses depois e continua firme no batente até hoje.

Qual foi seu caso mais sensacional, mais emotivo?
- Sempre fico emocionado quando as pessoas me escrevem ou telefonam comunicando que o tratamento deu certo. É claro. Se agente pode ajudar a salvar uma vida, torna-se motivo de intensa alegria. O Sr. não se daria feliz se conseguisse salvar a vida de uma pessoa na iminência de afogar-se? De repente aquela pessoa se torna um pouco filha da gente, sobretudo quando se fica sabendo que tal ser humano, antes, estivera irremediavelmente perdido. Indo ao encontro de sua curiosidade, o caso mais emotivo, e até ruidoso, talves, por ser criança, diria que foi o Geraldito, um garoto argentino de seus cinco anos, com leucemia. Esgotados os recursos em seu país, os médicos acenaram com um fio de esperança: Transplante de Medula. A intervenção realizou-se em Barcelona, Espanha, com pleno êxito. Não se sabe, porém, porque causas, de repente o caso começou a desandar, e a junta médica desengana os pais do menino: Não há mais nada a fazer. O sofrido casal, no auge do desespero, diante da atroz fatalidade, teve um lampejo: "Já que estamos próximos da Terra Santa e aí aconteceram tantos e tão incríveis milagres, porque não haveria um reservado para salvar a vida de nosso filho?! Vamos dar uma esticadinha até lá". Percorrendo os lugares santos, sempre com aquele pesado, mas rico fardo às costas, chegaram a Belém. Visitando a Gruta da Natividade refletiram: "Aqui a vida apareceu à vista dos homens". E choraram muito: "Como pode a vida ter nascido aqui, se devemos entregar, em breve nosso filho à morte?". Frei José Leombruni, que atendia no santuário, testemunhou a cena. Impotente diante do que era mais forte, prontificou-se ao menos a escutar os inconsoláveis pais. De súbito diante da fragilidade dos argumentos como que tocado por misteriosa mola, lembra-se do frade brasileiro. Não daria jeito? De certo modo, transferia o problema. Era um pouco assim como o náufrago no meio do mar agarrar-se a qualquer caco ou casca. Descendo para a procissão diária, deparou-me com o problema. Caso desesperador sem dúvida. Embora a situação me parecesse tão extrema de duvidar da eficiência da babosa em dar a volta por cima garanti-lhes preparar o remédio. "Enquanto há vida, há esperança" pensei. Um mês depois, Geraldito, meio vestido a astronauta por causa do perigo da infecção, surge com os ditosos pais e o mano doador para participar, como qualquer criança de sua idade, com sua vela acesa, da procissão dos fieis. Nem um mês depois da segunda dose, e a família regressa a Buenos Aires, agradecida e feliz: Tinha alcançado o "milagre"!...

Há mais casos para contar?
- Muitos. E cada caso é um caso, com seus detalhes, com lances tão humanos. As reações são variáveis, como sabemos diferentes as pessoas. Tudo muito bonito, porque se trata da vida, o maior dom. Ora, quando a gente se torna um instrumento para melhorar a vida, prolongá-la, claro que é gratificante. Não há preço maior por uma tal colaboração. Daí mesmo sem cerimônias, nos despedimos do frade brasileiro que, sobraçando logo uma caixa de maçã dirigia-se à cozinha para descarregar. Talvez sua rotina, não tivesse consciência que ia ali um benfeitor da humanidade, caminhando em silêncio debaixo daquela carga...




Nota: E preferível colher folhas de uma planta de babosa que tenha no mínimo 5 anos, melhor colher as folhas no entardecer(início da noite) e sem chuva pelo menos 5 dias, para melhor efeito, não lavar as folhas(é porosa) passar pano com alcool, cachaça ou wisque, depois retirar espinhos, fazer o preparado com baixa luminosidade e armazenar em vidro escuro ou coberto, na geladeira, durará 10 dias, fiz e usei este preparado 2 vezes, com menos mel (na primeira vez usei 350 cc., e na segunda vez usei pouco mais de 100 cc.) antes da cirurgia para retirada do tumor de bexiga, na biópsia foi descrito necrose(morte) tumoral extensa.
Ainda usei entre a 1ª e 2ª vez de uso da babosa(um espaço de 10 dias) bicarbonato de sódio, uma colher de chá, 3 vezes ao dia, antes das principais refeições.
Também usei os minerais e vitaminas relacionadas na postagem a cura do cancer, além da alimentação natural sem conservantes, evitando produtos animais, além é claro da Auto-hemoterapia, 5 mls. de 5 em 5 dias.

Comentar

Você precisa ser um membro de AMIGOS DA CURA para adicionar comentários!

Entrar em AMIGOS DA CURA

Comentário de Marinaldo Barreto em 18 novembro 2012 às 20:25

Informo que já está postado aqui no Amigos da Cura, todas as informações atualizadas sobre a Babosa, e de como fazer o suco de forma simples e segura.

Confiram em: Babosa - Alimento Funcional que lhe dá mais Saúde e Qualidade de Vida

http://amigosdacura.ning.com/profiles/blogs/babosa-alimento-funcion...qualidade-de 

 

Comentário de Marinaldo Barreto em 6 outubro 2012 às 21:32

Que a Babosa ajuda a CURAR diversos tipos de doenças, sem dúvida nenhuma, eu sei que CURA. Porque ela atua desintoxicando o organismo e fortalecendo o sistema Imunológico que é quem faz o organismo reagir, combater e elimina todo e qualquer mal que esteja presente ou que queira se instalar.

 
Só que, esta forma de preparo da babosa indicado pelo Frei Romano Zago, está DESATUALIZADA em relação aos atuais CONHECIMENTOS CIENTÍFICOS sobre a Babosa .
 
Por exemplo, para quem é diabético, tem o impecílio da preparação com o mel que eleva a taxa de açucar no sangue, e para outras pessoas, tem a impossibilidade de consumir com bebida alcoólica por estar tomando medicamentos ou mesmo pela idade. Desse modo, pra muita gente, fica difícil ou impossível consumí-la.
 
Se querem uma forma bem simples de preparar a babosa, ensino como fazer o suco diretamente da folha, pelo processo de congelamento, onde você verá que, o cheiro característico e o gosto amargo da babosa, desaparecem significativamente, mantendo todas as suas propriedades nutricionais, sem precisar  ESTABILIZAR, e muito menos utilizar mel e bebida alcoolica para conservar, além de eliminar a Aloína que é tóxica e laxante, e causa diarréia.
 
Sugiro que procurem  no Facebook  a página:
 
Babosa - Alimento Funcional que lhe dá mais Saúde e Qualidade de Vida.
No link: http://www.facebook.com/#!/saudeequalidadedevidacombabosa?fref=ts
 
Comentário de Ivete Marques em 6 outubro 2012 às 18:53

Ivete Marques ----- o pai da minha amiga la em Pernanbuco teve ca de prostata ensinamos o remedio da babosa ele tomou direitinho por uns 8 meses e ficou Totalmente curado. Uma outra amiga teve no utero tomou e esta curada. è por isto que os medicos são contra a babosa, eles não tem mérito algum e sim a BABOSA..... uma planta poderosa antioxidante que Deus nos deichou para usufruirmos de seus beneficios a um preço quase de graça ao alcanse de todos...........

Comentário de carlos rodrigues em 14 setembro 2012 às 1:22

Sem muito delonga minha falecida mãe cansou de fazer essa receita  da babosa e o bicho rui comeu ela do mesmo jeito!...

Comentário de gilmara maria da silva em 28 julho 2012 às 18:58

este remedio ebom mesmo uma tia minha ja eatava desenganada pelos medicos,o cancer tinha tomado conta de utero ,intestino ate fezes solta ja tinha dentro de se corpo os medicos tentarm fazer uma cirurgia chegaram a abrir sua barriga e fecharam sem mexer pois diseram que não podia fazer mais nada foi quando  mandaram ela pra casa e foi ai que ensinaram este remedio ela tomou,e faz 25 cinco anos atras. esta firme e forte ate hoje graças a deus e a este remedio

Comentário de Maurecir Mafra em 24 junho 2012 às 18:36

Devo ter respondido direto a ela, ou seja não jogar fora(é óbvio), beber até o final.

Escreva a matéria que voce procura, lá em cima:

 Pesquisar AMIGOS DA CURA

Comentário de joao evangelista sousa em 24 junho 2012 às 17:26

maurecir, estou vendo os depoimentos e perguntas sobre a babosa e a sra. sandra marques pergunta aqui em abril de 2010 sobre o que ela faria com o resto do remedio feito com a babosa, então, naum vi resposta desde então, vc parou de atualizar este site ou como é que funciona? abraços.

Comentário de SALOME em 2 maio 2012 às 23:27

Ha varios anos que tomo babosa no inicio de cada inverno para me proteger das gripes, eu que sofria de gripe cronica fiquei curada.

Nunca uso alcool de farmacia, Frei Hermano Zago, diz claramente para usarmos bebida destilada e não alcool. Explica mesmo que a bebida destilada, é primordial na ação do medicamento.

Faço um tratamento anual, que consta de folhas de babosa ( Aloé Vera ), coloco as folhas em fila indiana e meço 90 centimetros de folhas, meio Kilo de mel PURO DE ABELHA ( muito importante a qualidade do mel, tem que ser mesmo puro), e duas ou três colheres de sopa de bebida destilada, normalmente uso whisky, apanho as folhas à noite, se chove espero que não chova por cinco dias, limpo-as com um pano, coloco tudo no liquidificador, e bebo uma COLHER DE SOPA, depois de agitar bem o vidro, uns vinte minutos antes das 3 principais refeições.

Mantenho em vidro bem escuro, com rolha de cortiça, envolto em papel escuro na prateleira de cima da geladeira. Dura bastante, se a geladeira for boa e deixar o vidro bem fechado, so abrindo para tomar, apos cada dose, volto a guardar, posso usar até quando acabar, não estraga. Quando acabo de beber todo o preparado, paro até ao ano seguinte.

Ajudamos com a babosa, muitas pessoas em Moçambique entre 1998 e 2000, no pos guerra, onde nem medicamentos haviam, e  tinhamos que os ir comprar à Africa do Sul, quem podia, lamentavelmente... Ulceras de estômago, varios cânceres, câncer de figado, é talvez o mais facil de ser curado pelo que vi. E claro esta, como preventivo, no meu caso pessoal da gripe.

 

Comentário de silvaniapat@hotmail.com em 17 janeiro 2012 às 16:10

Estou fazendo o uso da babosa não tomo todos os dias não, mais desde então estou me sentido bem melhor inclusive,dormindo bem mais.que antes pois estava sofrendo muito com o extresse.

só gostaria de saber se tem que tomar todos os dias,ouvi falar que precisa dar um tempo para o organismo descansar é verdade.alguém pode me informar melhor sobre isso.

estou precisando de algo para relaxar meus músculos estão travados principalmente quando fico contrariada ou nervosa, estou sofrendo muito com isso sou muito anciosa.

Comentário de Aparecida Avanci em 14 novembro 2011 às 16:25

Ola,tenho psoriase, estou tentando de tudo para melhorar, gostaria de uma ajuda, qq coisa que me faça sair desse quadro.

Agradeco

Visitantes online

Colaboradores

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

© 2014   Criado por Maurecir Mafra.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço