AMIGOS DA CURA

TROCA DE INFORMAÇÕES A FAVOR DA VIDA

Estatinas Causam Danos Ao Fígado, Insuficiência Renal E Catarata

Estatinas Causam Danos Ao Fígado, Insuficiência Renal E Catarata


É impressionante como a coisa é automática: você mostra o seu exame de sangue onde o seu nível de colesterol está alto para o médico e ele na hora lhe prescreve estatina. A impressão que dá é que a prescrição é feita sem pensar. Não é a toa que as estatinas são as drogas que ocupam o segundo lugar mundial em vendas, perdendo apenas para os anti-psicóticos.
Ao que tudo indica, a maioria dos médicos foram programados com a seguinte linha de código: colesterol alto = estatina e dane-se o resto!


De acordo com o British Medical Journal, as estatinas aumentam consideravelmente o risco de uma pessoa ter catarata, fraqueza muscular, disfunção hepática e insuficiência renal. 

Realmente as estatinas reduzem o risco de doenças cardíacas e câncer no esôfago, mas os malefícios superam os benefícios. O Dr.Sérgio Puppin em seu livro Doenças Cardiovasculares - Verdades E Mitos, declara que quem toma estatinas corre menos risco de ter um infarto, mas...se tiver, dificilmente escapará. Basta um infartozinho...e...já era!

Pesquisadores da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, examinaram dados de mais de 2 milhões de pacientes com idades entre 30 e 84 anos, que estavam tomando remédios para baixar o colesterol, que são as estatinas. Mais de 70% tomava a famosa Sinvastatina (Zocor), 22,3% tomava a Atorvastatina (Liptor,que por sinal é caríssima!), 3,6% tomava a Pravastatina (Pravacol, Selektine), 1,9% foram tratados com Rouvastatina (Crestor) e finalmente, 1,4% tomava a Fluvastatina (Canef, Lescol, Lochol, Vastin)

E nessa pesquisa foi confirmado o que foi dito: as estatinas aumentam o risco de se ter cataratas, disfunção hepática, insuficiência renal e uma forma de fraqueza muscular conhecida como miopatia.

Esses pesquisadores descobriram que para 10.000 mulheres tratadas com estatinas, 23 iriam desenvolver insuficiência renal aguda (insuficiência renal), 39 iriam desenvolver miopatia, 74 iriam desenvolver disfunção hepática e 309 iriam desenvolver catarata. Os resultados para os homens foram praticamente os mesmos, sendo que o risco de miopatia é maior.
Falando em outros termos: os pesquisadores descobriram que num grupo de 434 tratadas com estatinas durante cinco anos, que uma vai desenvolver insuficiência renal aguda. Num grupo de 136 pessoas, uma terá disfunção hepática e num grupo de 33 pessoas uma terá catarata.

O risco de desenvolver todas essas condições foi maior durante o primeiro ano de tratamento. Já o risco de problemas de fígado e rim aumentou proporcionalmente com a dose de estatinas sendo tomadas.

Todas as estatinas foram iguais no que diz respeito a causar esses riscos com exceção da Fluvastatina, que aumentou o risco de disfunção hepática mais do que as outras. Os homens que tomaram a Fluvastatina tiveram duas vezes mais chances de desenvolver disfunção hepática enquanto o risco das mulheres aumentou em 2,5 vezes.

O interessante é que os pesquisadores também constataram que o risco de se ter cataratas voltou ao normal depois que os pacientes pararam de tomar as estatinas. Só que normalizou depois de um ano. Já os problemas de fígado cessaram após um a três anos.

Não foi encontrada nenhuma ligação entre uso de estatinas e risco de demência, fraturas por osteoporose, Parkinson, artrite reumatóide ou tromboembolismo venoso.

Embora os defensores das estatinas alegarem que elas podem reduzir o risco de câncer, os pesquisadores descobriram que não há nenhuma associação entre estatinas e redução de risco de câncer. O único efeito que constataram foi um risco ligeiramente menor de câncer do esôfago, com oito casos evitados para 10.000 mulheres de alto risco.

Pelo o que vimos, as estatinas, apesar de causar um tremendo estrago em nosso organismo, tem seu lado bom. Por isso é que os médicos devem ser mais criteriosos ao receitar esse tipo de droga. Não é só por que o colesterol está alto que se deve receitar imediatamente as estatinas. Calma! 

Só para lhe dar um exemplo, eu tenho um amigo que tem diabetes do tipo 1, que é a pior que existe. Ele já nasceu assim. Já estava começando a ter os primeiros indícios de problemas nos rins. Dentre vários exames e médicos, ele foi ao caridiologista, que ao ver que seu colesterol estava alto, lhe prescreveu estatinas. Ora, o sujeito está com problema nos rins e ainda toma estatina? É o mesmo que tentar apagar um incêncio jogando querosene. Uma coisa que ele notou foi que após tomar essa droga, ele não conseguia baixar o nível de glicose. Sempre alta. Teve um dia em que ele comeu só alface, e pela manhã foi verificar o nível de glicose. Novamente alta. Alertado sobre o que as estatinas poderiam causar em seus rins, ele suspendeu o medicamento. Veja, ele suspendeu o medicamento em função dos rins, e não pela glicose. Pois, coincidência ou não, assim que ele deixou de tomar a estatina, seus níveis de glicose voltaram ao normal. É importante que o médico conheça seu paciente e não apenas a doença.

Caso seu médico lhe prescreva estatinas, converse mais a fundo com ele. Tente primeiramente mudar seus hábitos, como uma dieta rica em proteínas, muitas folhas verdes e verduras, muita fruta e baixo carboidratos. Tudo isso com exercícios físicos aliados a uma boa dose de vitamina B3. Ah! O ômega 3 é fundamental. Mas, é mudar os hábitos e mantê-los! Se você faz o que acabei de dizer, faz os exames e vê que tudo se normalizou e ... "cai na gandaia" de novo...Aí é melhor ficar nas estatinas, mas...aguente as consequências!
 
FONTE: http://www.estoubeim.com/2010/11/estatinas-causam-danos-ao-figado.html 

Exibições: 5081

Comentar

Você precisa ser um membro de AMIGOS DA CURA para adicionar comentários!

Entrar em AMIGOS DA CURA

Comentário de Julio Oliveira em 18 novembro 2012 às 22:52

http://www.youtube.com/watch?v=4slUE8-1oYE&feature=em-share_vid...

para quem tem problema de colesterol nao deixe de ver este video.

Comentário de Nelson em 6 julho 2012 às 21:15

Meu cardiologista aliás 2 que ja faleceram, eram fãs das estatinas, e as receitavam em doses de 40 mg, para evitar enfartes e baixar o colesterol. Realmente o meu baixou para 80 e tricicliridios pde 200 para 90. Mas não aumentou o colesterol bom. Porém tive dores musculares.;..Ambos os médicos dizeram que não era da sinvastatina. Mas faziam exames do figado e rins periodicamente. Um amigo meu médico urologista e pneumologista, disse para baixar para 10 mg...Que não sabia porque da alta taxa...Outro cardiologista atual mandou baixar a dose de sinvastatina. A propria bula do remédio fala dos efeitos colaterais....Como tenho artrose não sei se as dores vem da estatina ou artrose....Mas parei um tempo de tomar mas as dores prosseguiram nos ombros, mas pararam nos músculos e nas juntas das mãos...

Todo remédio tem efeitos colaterais....Vacina pode matar... Analgésicos atacam figado e outros estomago....Aspirina pode salvar de um enfarte, curar artrite, mas pode dar sangramento e romper uma ulcera.

Visitantes online

Colaborador

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Últimas atividades

Victor Romao marcou como favorita a postagem no blog COMO INTERPRETAR A ELEVAÇÃO DO PSA de israellotuz
4 horas atrás
Denise Aparecida Silveira atualizaram seus perfis
4 horas atrás
Waldo Baêta marcaram como favorito o perfil de Waldo Baêta
8 horas atrás
Waldo Baêta deixou um comentário para Waldo Baêta
8 horas atrás

© 2014   Criado por Maurecir Mafra.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço