AMIGOS DA CURA

TROCA DE INFORMAÇÕES A FAVOR DA VIDA

Meus amigos, teria um geito de tocar na inteligência dos mandantes da Saúde no Brasil para pensar nos tratamentos da hipertensão de maneira mais simples ?
Pois vejamos o título aplicado aos infelizes patriotas : " HIPERTENSO", dizem os serviços de saúde ( .............) uma doença crônica . Ou seja carimbado o cidadão com essa etiqueta , ele deixará a vida normal , para viver temendo o pior toda vida. É comum se ouvir , eu sou idoso, mais de 60 anos, considera-se idoso, pra não ser chamado de velho.
ESTAMOS TALVEZ ESQUECENDO do pior fato real que nos assola, a humanidade velha. Daqui a poucos anos seremos 40% de velhos. Como aos 60 anos é considerado idoso, por certo ou aposentado ou em vias de se aposentar. Mas idoso na opinião que brota nas cabeças é uma pessoa doente.
Agora então temos o pior , 60 anos , idoso, aposentado ou vias de aposentar; Carimbado como HIPERTENSO, um peso financeiro que se amplia: " Dependente de tratamentos, remédios controlados, aposentadoria, uma série de cuidados, e, ainda na maioria das vezes improdutivo ou assim considerado.
Teríamos meus amigos como mudar isso?
Walfrido Paulista, e mail walfridopaulista@hotmail.com
Watsapp 47-99101-9818

Exibições: 44

Comentar

Você precisa ser um membro de AMIGOS DA CURA para adicionar comentários!

Entrar em AMIGOS DA CURA

Comentário de Walfrido Paulista em 22 fevereiro 2017 às 23:00
Hipertensão - quero pedir desculpa , no comentário anterior escrevi ( como se poderia dizer) os capítulos que nos podem levar as doenças Assim, escrevi "COMER O QUE DEVE" O correto é" COMER O QUE NÃO DEVE" Então vamos reprisar um pouco esse tema:
OS CAMINHOS QUE NOS LEVAM AO MAL.


1- Comer o que não deve;
2- Desnutrição;
3- Infecções;
4- Poluição;

O primeiro capitulo é por demais importante, veja que é muito fácil cair nessa armadilha , uma vez que as ofertas e exposições aos nossos olhos é imensamente grande. Chega-se a um supermercado e vê-se pela frente centenas de preparados, embalados, enlatados etc. cheios de propagandas . Uns não tem glutem ( por que hoje é midia falar de glutem), isentos de metais pesados e tantas outras explicações que mais servem para envolver o consumidor do que para beneficiar.
Mas algumas coisas podemos facilmente notar: o produto é industrializado, não serve. Reprocessado, não serve; misturado, não serve; Embalado solto em latas, não serve; Embalados em alumínio, não serve; e vamos por aí fazendo a seleção, agora SURPRESA, sobrará alguma coisa, muito pouco ou nada. Então como vamos comprar comida? O grande Dr. JAIME BRUNING , criou um caminho mais simples: O SER HUMANO PARA SE ALIMENTAR PRECISA DE APENAS 4 COISAS ESSENCIAIS.

* Frutas
* verduras
* Sementes e
* Batatas.
Com esse procedimento fica bem mais fácil. Mas e os alimentos do Reino Animal, não servem?, as carnes e os salames, embutidos , as gorduras e os doces em geral. Aí vem muito da pessoas até do sua religiosidade, alguns contra o sangue, outros contra gorduras , os veganos, contra carne de um modo geral, taxandoas vezes como cadáveres e outras colocações. Uma coisa também é verídico dependendo do grupo sanguíneo de cada pessoa, e, do bio-tipo, uns podem e devem , outrostem que se abster ao máximo. Alguns trabalhos identifico ser ofendam a carne vermelha e todos os FORMADOS NA CAMPANHA DA DÉCADA DE 70, quando foi instituído as falsas doenças dos alimentos até então consumidos pela humanidade, ( particularmente) no BRASIL, quando grupos estrangeiros implantaram a PESTE SUINA AFRICANA , onde se dizimou o Rebanho Suíno no Brasil com o pretexto de "Contaminados com o vírus da peste SUINA africana" . ISSOEU VI COM MEUS PRÓPRIOS OLHOS,e essa matança por determinação governamental, abalou profundamente o meio rural. As publicações desse episódio que encontramos hoje publicadas, são como todos sabem uma melança de palavreados que ofuscam qualquer leitor, deixando-nos desinteressados pela profundidade da catástrofe. Os interesses "desses" afincaram-se profundamente no meios rurais e a mídia se encarregou de lavar as mentes mais bem intensionados , incutindo os planos ousados.
Nesse contexto , a medicina queria está , cheia de boas intensões, foi direcionada para a cartilha das recomendações: carne de porco caipira faz mal, transmite uma série de doenças, banha ouqualquer gordura animal produz colesterol, melhor é consumir óleos vegetais, não comer carne gorda , e, foram-se criando os embutidos , enlatados, empacotados, os conservantes, os cursos de culinária, os cursos técnicos agrícolas e assim por diante. Eis que a agricultura nesse momento já havia sido mudada, as chamadas TÉCNICAS AGRÍCOLAS ,foram se disseminando, os cereais naturais, nativos, como trigo, feijão, arroz cequeiro e foram sendo substituídos. A maciça dosagem de agrotóxico foi chegando, venenos pra matar, venenos pra produzir, venenos para criar pragas e venenos para matar pragas, controle genéticos, e, projetos agrícolas sofisticados e a transgênica chegou.
MEUS AMIGOS, VI COM TRISTEZA DESDE 1950 , quando tinha 7 anos esses fatos. VIVI e VI o que aqui estou narrando na simplicidade minha.a
Tipo o privilégio de nascer , crescer na roça e andar em todos caminhos na vida até aqui acompanhando e vendo em todos cantos da Nação os trágicos acontecimentos.
Na minhaopinião nossa saúde ficou muito confusa, dadoesses fatos , vindo de todos os lados informações desencontradas e confusas.
Então como experiência pessoal adquirida nesse turbilhão de cozesse todos os lados , o lado simples fica mais . De todos trabalhos científicos que já li , conclui que a RECEITA do Dr. Jaime Bruning e dezenas de outros Nutrologos , cientistas, médicos e pesquisadores que se assemelham ( sem mencionar nomes em desfavor de outros), o melhor meio realmente são as 4 classes de alimentos que devemos ingerir.

Na continuação , outro comntário damos sequência dessa matéria.

Visitantes online

Colaboradores

Maurecir Mafra                                                                                       ......

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Últimas atividades

© 2017   Criado por Maurecir Mafra.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço