AMIGOS DA CURA

TROCA DE INFORMAÇÕES A FAVOR DA VIDA

FUNÇÃO

Fortalecer o sangue e a medula óssea, ajuda a digestão. Metabolismo celular e crescimento. É o mais poderoso elemento antianêmico até hoje conhecido, e a única substância até hoje encontrada, que age favoravelmente sobre as degenerações nervosas decorrentes da anemia perniciosa. Desempenha papel importante como fator de crescimento. Produz melhoria nas condições gerais (apetite, vigor físico etc), colabora na formação dos glóbulos vermelhos e na síntese do ácido nucléico. Antianêmica, antineurítica, proteger o sistema nervoso de nefralgias, alivia a irritabilidade. Melhora a capacidade de concentração e memória. Ajuda na formação do sangue.

A vitamina B12 presente no organismo e não circulante na corrente sangüínea é armazenada somente no fígado, outros órgão armazenam pequenas quantidade (rins, coração, cérebro). A medula óssea apresenta a mais baixa concentração de vitamina B12 e as hemáceas não a contém. Sua excreção é pequena, sendo feita apenas com a bile.

DEFICIÊNCIA

Irritabilidade, distúrbios gástricos, depressão nervosa, glossites, distúrbios sangüíneos, dores musculares, anemia megaloblástica e perniciosa.

EXCESSO

Interfere na ação farmacológica de drogas anticonvulsivas.

FONTES

Levedo de cerveja, cereais integrais, ovo, leite, fígado, rins, carne, mariscos, coração, queijo, peixe, lagosta, camarão.



A Vitamina B12 é necessária para produzir uma quantidade adequada de células vermelhas do sangue na medula óssea. A Vitamina B12 só está disponível em comidas de origem animal (carne e produtos laticínios) ou é extraída de fungos (como o levedo da cerveja). A deficiência de Vitamina B12 é definida pelos baixos níveis de vitamina B12 armazenados no corpo que podem resultar em anemia - um número de hemácias (células vermelhas do sangue) abaixo do normal.

A deficiência de Vitamina B12 pode desenvolver pelas seguintes razões:

· Ausência de fator intrínseco, também chamada anemia perniciosa – O fator intrínseco é uma proteína segregada por células do revestimento do estômago. O fator intrínseco prende-se à vitamina B12 e vai aos intestinos para ser absorvido. Uma ausência de fator intrínseco é a causa mais comum de anemia perniciosa, e faz com que o revestimento do estômago tipicamente se encolha (atrofia). Esta condição é vista freqüentemente em pessoas mais velhas de descendência negra ou do norte da Europa. Nestas pessoas, a anemia perniciosa se desenvolve acima dos 60 anos de idade. Em crianças, os níveis diminuídos de fator intrínseco podem ser uma condição herdada (genética). Quando isto acontece, os baixos níveis de fator intrínseco produzem sintomas de anemia perniciosa juvenil em crianças abaixo dos 10 anos de idade. A anemia perniciosa acontece mais freqüentemente em pessoas que já têm doenças ligadas a anormalidades do sistema imunológico, como a Doença de Graves, o Hipotireoidismo (baixo funcionamento da glândula tiróide), a Tireoidite (inflamação da tiróide), o Vitiligo e a Doença de Addison (insuficiência da supra-renal).

· Remoção do estômago - A deficiência de Vitamina B12 pode desenvolver em pessoas que fizeram cirurgia para remover parte ou todo o estômago (gastrectomia).

· Supercrescimento de bactérias - Algumas pessoas desenvolvem deficiência de Vitamina B12 como resultado de condições que reduzem a velocidade do movimento dos alimentos nos intestinos (diabetes, esclerodermia, estenoses e diverticulose), permitindo que bactérias intestinais se multipliquem e cresçam demais na parte superior do intestino delgado. Estas bactérias roubam vitamina B12 para seu próprio uso, ao invés de permitir que ela seja absorvida pelo corpo.

· Deficiência dietética - Vegetarianos rígidos que nunca comem carne, peixe, ovos ou produtos laticínios podem desenvolver deficiência de Vitamina B12 porque eles têm falta de vitamina B12 em sua dieta. Em pacientes com bulimia ou anorexia nervosa, a deficiência de vitamina B12 também pode estar relacionada a dieta. Porém, o fígado pode armazenar vitamina B12 por até cinco anos, assim é raro a dieta causar esta anemia.

Quadro Clínico

Os sintomas tendem a desenvolver lentamente e podem não ser reconhecidos imediatamente. Como problema piora com o tempo, os sintomas comuns incluem:

· Fraqueza e cansaço,

· Tonturas e vertigens,

· Palpitações e taquicardia (batidas rápidas do coração),

· Dispnéia (falta de ar),

· Língua dolorosa com aspecto avermelhado e carnoso,

· Náuseas,

· Falta de apetite,

· Perda de peso,

· Diarréia,

· Icterícia (cor amarelada da pele e olhos).

Se os baixos níveis de vitamina B12 permanecerem por muito tempo, a condição também pode conduzir ao dano irreversível das células nervosas que podem causar os seguintes sintomas:

· Formigamento nas mãos e nos pés,

· Dificuldade para caminhar,

· Fraqueza muscular,

· Irritabilidade,

· Perda de memória,

· Demência,

· Depressão,

· Psicose.

Diagnóstico

O médico irá colher uma história clínica incluindo perguntas sobre a dieta e sobre qualquer antecedente familiar de anemia. Ele também revisará outros problemas clínicos tais como diabetes, desordens imunes, ou cirúrgicos como uma remoção do estômago que pode levar à deficiência de vitamina B12.

O médico pode suspeitar de uma deficiência de Vitamina B12 baseado somente no exame clínico.

Para confirmar o diagnóstico, ele fará um exame físico sucinto e solicitará exames de laboratório. Durante o exame físico, ele irá checar se a língua está vermelha e grossa, se a pele está pálida ou amarelada, se o pulso está rápido e se o coração tem ruídos diferentes, resultando do aumento na demanda do fluxo de sangue no coração relacionado à anemia.

Os exames de laboratório incluirão:

· Hemograma completo para medir o nível de hemácias no sangue e seu aparecimento - Na deficiência de Vitamina B12, as células vermelhas do sangue são extraordinariamente grandes e parecem anormais.

· Exames para medir os níveis de vitamina B12 no sangue - Os níveis de ferro e de folato também podem ser medidos para descartar a deficiência destes nutrientes.

· Exame de sangue para medir os níveis de ácido metilmalônico - Os níveis de ácido metilmalônico no sangue estão aumentados quando uma pessoa tem deficiência de vitamina B12.

· Exames de sangue para detectar anticorpos de fator intrínseco – O médico pode solicitar exames especiais para dosar os níveis de anticorpos e concluir se o paciente tem anemia perniciosa. A maioria das pessoas que tem falta de fator intrínseco no estômago tem estes anticorpos no sangue.

· Biópsia de medula óssea - Ocasionalmente, uma biópsia de medula óssea é feita para ajudar a confirmar o diagnóstico. Neste procedimento, uma pequena amostra de medula óssea é colhida inserindo uma agulha no osso da bacia debaixo da cintura em qualquer dos lados. A amostra da medula óssea é examinada no laboratório para procurar outras causas de anemia e anormalidades nas hemácias.

Prevenção

Para prevenir a deficiência de Vitamina B12, pessoas essencialmente vegetarianas devem ingerir quantidades adequadas de vitamina B12 para compensar a escassez em sua dieta.

Para pessoas que não podem absorver vitamina B12, a condição não pode ser prevenida. Porém, uma vez diagnosticada, injeções regulares de vitamina B12 impedirão que os sintomas se devolvam.

Tratamento

O tratamento para esta condição envolve a reposição da vitamina B12 em falta. Pessoas que não podem absorver vitamina B12 precisam de injeções regulares. A resposta normalmente é obtida dentro de 48 a 72 horas, com produção de novas células vermelhas do sangue. Uma vez as reservas de vitamina B12 alcancem níveis normais, as injeções de vitamina B12 serão necessárias a cada um ou três meses para impedir que os sintomas se desenvolvam. Pessoas que não podem absorver vitamina B12 devem continuar a ingerir uma dieta balanceada que supra outros nutrientes (ácido fólico, ferro e vitamina C) necessários para produzir células do sangue saudáveis. Às vezes as pessoas podem tomar altas doses de vitamina B12 por via oral para suprir a reposição, em vez de tomar injeções, mas o médico deve supervisionar isto de perto.

Em pessoas cuja deficiência de Vitamina B12 está relacionada ao supercrescimento de bactérias intestinais, o tratamento com antibióticos orais pode interromper o supercrescimento bacteriano e pode permitir a absorção de vitamina B12 voltar ao normal.

A deficiência de Vitamina B12 resultante da ingestão inadequada na dieta é a mais fácil de tratar. A condição pode ser invertida tomando vitamina B12 por via oral e adicionando comidas que contêm Vitamina B12.

Quando a anemia é severa e a contagem de hemácias no sangue é extremamente baixa, transfusões de sangue podem ser necessárias para os primeiros dias até que as injeções de vitamina B12 comecem a funcionar.

Qual médico procurar?

Marque uma consulta com um clínico geral ou com um hematologista (médico que cuida dos problemas do sangue) se você experimentar uma fadiga inexplicada, palpitações, falta de ar, língua dolorosa ou qualquer outro sintoma da deficiência de Vitamina B12. Isto é especialmente importante se você for vegetariano, ter mais de 50 anos de idade, ser de descendência negra ou do norte da Europa, ter diabetes, ter uma desordem auto-imune ou ter feito uma gastrectomia (estômago removido).

Prognóstico

A perspectiva é excelente porque esta forma de anemia responde bem ao tratamento. Porém, é possível que a lesão das células nervosas seja permanente. Alguns danos residuais ao sistema nervoso podem permanecer nas pessoas que buscam tratamento tardio para a doença.

Exibições: 39662

Tags: alzheimer, anemia, b12, demencia, depressao, formigamento, fraqueza, globulos, irritabilidade, tontura, Mais...vermelhos

Comentário de Maurecir Mafra em 13 fevereiro 2010 às 22:50
Se voce tomar vitamina C com B 12, aumentara a sua energia, fortalecendo muito, veja a postagem apoptose.
Comentário de Maurecir Mafra em 13 setembro 2010 às 1:08
Comentário de Tarlei Silva Neves em 16 setembro 2010 às 18:52
Maurecir; Tenho casos de RINS POLICISTICOS na minha familia, gostaria de saber se voce tem conhecimento de algum tratamento adeguadro. Que soluciona esse problema ou amenisa
Comentário de Livia Cassemiro em 13 janeiro 2011 às 11:46

Ola, recentemente estudos evidenciaram que tatno os veganos (que nao comem carnem nem derivados carne e de leite, quanto vegetariano e onnivoros, tem o mesmo quantitativo de vitamina b12 (que alias è um bacterio que vive na terra, o anmal vegetariano ntrindo-se de vegetias, capim etc a consumem assim) e dai por diante; portanto, nesse persquisa aconselham comer somente peixes de pequena ordem porque se alimentam de algas e sao os primeiros na escala alimentar, portanto livres de toxinas e metais! Se diz ainda que no's comemos (eu nao, pois sao vegetariana e em otimissima saude) 60% a mais de carne do necessario, quando o nosso corpo necessita em verdade o minimo necessario dessa vitamina, ou seja 1/1000 di milligrammo (1 microgrammo) por dia para os adultos. algas e peixes pequenos de mar sao recomendados para quem nao se alimenta de carne vermelha...

BOA SAUDE PARA TODOS!

Comentário de Livia Cassemiro em 13 janeiro 2011 às 11:49
As fontes confiáveis de B-12 podem ser encontradas facilmente em vários cereais enriquecidos, leite de soja enriquecido (como o Eden Soy Extra), alguns substitutos da carne ("carne" e "hamburguer" vegetais) e todos os suplementos multivitamínicos comuns
Comentário de Maurecir Mafra em 28 fevereiro 2011 às 3:37
Uma injeção de b 12, fará voce conversar com farmaceutico ou funcionario e conseguir um aplicador da hemoterapia
Comentário de NILMA FERNANDES COSTA em 13 março 2011 às 1:49

o meu hematologista prescreveu a vitamina b 12 em cada tres mese, mas nao me deu a explicaçao devida. Ele tambem receitou vitamina K  CADA SEIS meses. O senhor poderia fazer o favor de esclarecer sobre a vitamina K. tambem terei que fazer uso de acido folico durante a minha vida inteira. Foi muito bom e esclarecedor este comentario sobre a vitamina B12.

 

Comentário de Maurecir Mafra em 13 março 2011 às 2:10

A vitamina K é a mais indicada para regular a coagulação do sangue, é o que voce procura para solucionar seu problema que anunciou na pergunta anterior, além do cloreto de magnésio e da autohemoterapia que podem adiantar e solucionar.

 

 

Comentário de Clarisse Aires em 8 junho 2012 às 11:52

Gostaria que me esclarecessem do seguinte: Qual a frequência da administração da vitamina B12 se todas as semanas 7 em 7 dias e durante quanto tempo. Falo porque sou portadora de artrite reumatóide e não consigo quem me administre autohemologia na cidade de Chaves Portugal. Alguém me pode esclarecer? Obrigada

Comentário de Maurecir Mafra em 8 junho 2012 às 22:38

Depende da falta que deve ser comprovada por exame de sangue, alguns podem tomar apenas uma, outras de 7 em 7 dias por 3 semanas no máximo, 
 Além de ser a oportunidade para conversar com o aplicador da farmacia e informar quem pode fazer a hemoterapia.

Comentar

Você precisa ser um membro de AMIGOS DA CURA para adicionar comentários!

Entrar em AMIGOS DA CURA

google-translate

Visitantes online

Colaborador

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

© 2014   Criado por Maurecir Mafra.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço